Página 1 de 2 12 ÚltimaÚltima
Mostrando resultados 1 até 10 de 17

Tópico: História de uma Batalha epica

  1. #1
    Community Manager Avatar de JL
    Registrado em
    Mar 2011
    Posts
    838

    Padrão História de uma Batalha epica



    Caros jogadores

    Continue a história abaixo (em modo épico ou engraçado, você escolhe) ou conte-nos uma sua batalha épica ou engraçada que tenha tido em Travian: Legends. Pode adicionar imagens ou relatórios de batalha à sua história, é consigo.

    A história mais interessante irá receber 100 ouro. As outras duas seguintes irão receber cada 50 ouro.

    A história não pode ter menos que 4 frases.

    O concurso acaba dia 19/6.

    E a história começa assim...

    As tropas estavam no campo de batalha, à espera do inimigo, que estava prestes a chegar. Já era tarde, but ninguém arriscava a ir para dormir: hoje será o dia de escrever história. As pedras brancas da muralha da cidade vizinha, escondida entre as rochas dos vales, era o que nos separava da conquista. Estavamos todos à espera da ordem. Faltava pouco tempo para o aparecer o nosso herói montado no seu cavalo de guerra e o seu galhardete para dar a ordem e dizer........


    boa sorte
    Última edição por JL; 14-06-17 às 20:03

  2. #2

    Padrão Re: História de uma Batalha epica

    As tropas estavam no campo de batalha, à espera do inimigo, que estava prestes a chegar. Já era tarde, but ninguém arriscava a ir para dormir: hoje será o dia de escrever história. As pedras brancas da muralha da cidade vizinha, escondida entre as rochas dos vales, era o que nos separava da conquista. Estavamos todos à espera da ordem. Faltava pouco tempo para o aparecer o nosso herói montado no seu cavalo de guerra e o seu galhardete para dar a ordem e dizer... querem acabar com a minha aldeia de ataque. Depois que peguei as botas estou derrubando uma capital a cada madrugada e os inimigos querem retribuir o prejuízo. Sabemos que eles nao tem tropa suficiente para ter sucesso nessa ousadia. Para disfarçar são 20 fakes na capital. AHAHAHAHAHA. NOOBS. Dou gargalhada desse intervalo entre os ataques onde encaixarei facilmente as defesas depois da limpa. Quantas catas matarei? 2850? Quero ver eles chorarem um prejuízo de cerca de 8kk em recursos. 963 horas de oficina perdida. Agora vao implorar por treinador para repor as tropas. -Venham! Mandem real desse jeito! O que eu mais quero é ver vcs se lascarem!


  3. #3

    Padrão Re: História de uma Batalha epica

    eureca!!! VAMOS seus valentes e guerreiros do além.....estamos prontos a vencer esta batalha final e não quero ver ninguém dando desculpas para não lutar. Por isso, DIGO é VENCER ou MORRER.....Pela rainha e nosso REI EURECAS....

  4. #4
    Acabou de conhecer a Internet Avatar de Spartin
    Registrado em
    Mar 2016
    Localização
    Vitoria ES
    Posts
    4

    Padrão Re: História de uma Batalha epica

    Vamos guerreiros, Larguem as espadas e escudos, Vocês estão vendo aquele campo de CEREAL ENORME e saudável, Então vamos rouba-lo porque no céu não tem cereal e MORREU
    Última edição por Spartin; 14-06-17 às 21:01

  5. #5

    Padrão Re: História de uma Batalha epica

    Eu sou Massaronga, o grande. Líder das tropas do Leste. Guerreiro fiel do legado teutão.
    Aquela aldeia está prestes a conhecer a nossa força, a nossa fúria e a nossa sede de sangue.
    Vamos derrubar sua muralha e queimar suas casas. vamos saquear até o último recurso.
    A glória nos espera. Ao meu sinal mostre-lhes o inferno.

  6. #6

    Padrão Re: História de uma Batalha epica

    Guerreiros, hoje mostrarão se são dignos das calças que usam.
    Aqui no campo de batalha é onde o filho chora e a mãe não ouve.
    Força na peruca cambada. Vamos chutar uns traseiros.
    À bataalhaaaa.

  7. #7

    Padrão Re: História de uma Batalha epica

    "- Bateria, FOGO!", Aclamou o herói, que com garra e determinação avançara sobre as tropas inimigas, enquanto o uivo das feras naturais ecoavam sobre os montes, a guerra iniciara. O pensamento de cada indivíduo se esvaia em sangue, mas por que? Pela honra? Pelo ouro? "- Estamos a um passo meus guerreiros, avante!!!", dizia o chefe do clã. E o sangue derramava cada vez mais sobre o solo sagrado que nos deu a dádiva da vida... No meio dos escombros um ultimo soldado inimigo clama por ajuda, e nosso herói, como achávamos que era, atravessa sua cabeça com uma lança... Mais uma vida se perde. Neste momento a vitória está nas suas mãos, mas percebe que sua felicidade não está à postos, com tanto sangue e tantas mortes, o subconsciente de nosso herói avisa, um dia isso voltará a mim, e eu aceitarem com honra! A paz move montanhas, recursos, boas energias, mas o orgulho dentro de cada coração, é o que precisamos REmover...
    Jpdedi's farm - Servidor br3

  8. #8

    Padrão Re: História de uma Batalha epica

    As tropas estavam no campo de batalha, à espera do inimigo, que estava prestes a chegar. Já era tarde, but ninguém arriscava a ir para dormir: hoje será o dia de escrever história. As pedras brancas da muralha da cidade vizinha, escondida entre as rochas dos vales, era o que nos separava da conquista. Estavamos todos à espera da ordem. Faltava pouco tempo para o aparecer o nosso herói montado no seu cavalo de guerra e o seu galhardete para dar a ordem e dizer........
    CORRRRRE cambada, Corrrrrrre que deu ruim...

    O herói chega com seu cavalo e todos percebem que ele esta eufórico, gritando coisas sem nexos, ele estava instável e as tropas nunca o virá assim!.
    um soldado pergunta porque de tanta gritaria? Ele responde, não da! dessa vez absolutamente não da! Olha quantas tropas tem nesse exercito! parece um oceano, mal da pra ver onde começa e onde termina.
    Novamente o soldado pergunta. Estas com medo meu senhor?
    Logico! você não? se não estiver você e LOUCO! eu estou batendo em retirada, eles podem ficar com toda fama e gloria, eu quero apenas encher a cara continuar vivo, ja sei, irei para um BORDEL FUIZ cambada!
    Última edição por kuroro; 15-06-17 às 21:06 Motivo: nao ser julgado por racismo! NEGADA por CAMBADA

  9. #9

    Padrão Re: História de uma Batalha epica

    As tropas estavam no campo de batalha, à espera do inimigo, que estava prestes a chegar. Já era tarde, but ninguém arriscava a ir para dormir: hoje será o dia de escrever história. As pedras brancas da muralha da cidade vizinha, escondida entre as rochas dos vales, era o que nos separava da conquista. Estavamos todos à espera da ordem. Faltava pouco tempo para o aparecer o nosso herói montado no seu cavalo de guerra e o seu galhardete para dar a ordem e dizer... CORREEEE NEGADAAAA É U EXERCITO DA RAINHA E VAI MATA TODO MUNDOOOO ......
    CORREMOS ATE CHEGAR NO MAR VERMELHO AI EU GRITEI FUDEO
    METADE AQUI NÃO SABE NADAR EU NÃO SEI NADAR FUDEO... AI NOSSO HEROI COM TODA A TRANQUILIDADE DO MUNDO SE POSICIONOU EM FRENTE AO MAR TIROU SUA PEIXEIRA DA BAINHA ARREMEÇOU A PEIXERA NO MARRRRR E DERREPENTE OOOOOOO MARRRRRRRR ABRIUUUUUUUUUUUU NO MEIOOOOOOOOOOOOOOO VEI O MAR ABRIU NO MEIO VEIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII
    ATRAVESSAMOS E DO OUTRO LADO MULHERES E CERVEJAS NOS AGUARDAVAM
    3 DIAS DE FESTA TUDIBAUMMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM !

  10. #10

    Padrão Re: História de uma Batalha epica

    Nick: maumau32
    Servidor: ts4.travian.com.br

    E a história começa assim...

    As tropas estavam no campo de batalha, à espera do inimigo, que estava prestes a chegar. Já era tarde, mas ninguém arriscava a ir dormir: hoje será o dia de escrever história. As pedras brancas da muralha da cidade vizinha, escondida entre as rochas dos vales, era o que nos separava da conquista. Estávamos todos à espera da ordem. Faltava pouco tempo para aparecer o nosso herói montado no seu cavalo de guerra e o seu galhardete para dar a ordem e dizer........

    para atacarmos. Então, quando avistaram nosso herói chegando ao longe, logo se animaram e empunharam suas espadas. A batalha iria começar. Porém, ao chegar diante da tropa, nosso herói disse: __ “Bravos guerreiros gauleses, hoje escreveremos nossos nomes na história. Conquistaremos a aldeia inimiga e ela passará a ser nossa. Contudo, hoje o sangue de nossos guerreiros não se derramará ao chão. Nem o sangue dos inimigos, pois eles passarão a fazer parte de nosso exército. Isso acontecerá porque somente eu irei lutar. Vou desafiar o herói inimigo para uma luta. Se eu vencer, todo o exército deles virá para o nosso lado. Mas se ele vencer, quero que vocês vão embora e os deixem em paz.”.

    A ordem do nosso herói parecia interessante. Quem diria, conquistar uma aldeia inimiga sem que fossem perdidas as vidas de nossos homens. Além de que não iríamos danificar nada da aldeia. Então, conduzidos pelo nosso herói, marchamos até os portões do inimigo. E lá estavam eles, morrendo de medo escondidos atrás de suas muralhas. Ao avistarem nosso grande exército de Espadachins e Haeduanos, junto com nossos aríetes e trabuquetes, dava para sentir o medo deles no ar.

    Foi aí que nosso herói parou bem em frente aos portões da aldeia inimiga e disse: __ “Homens da aldeia romana. Hoje nossos destinos serão traçados, tanto o nosso com o de vocês. Estamos aqui prontos para invadir sua aldeia e destruir seus campos e também os edifícios. E junto com toda a destruição, muitas vidas serão perdidas, tanto nossas como suas. No entanto, muito mais suas do que nossas. E saibam que junto com suas mortes, suas mulheres e crianças também morrerão. Tudo isso pode ser evitado se aceitarem a minha proposta e meu desafio. Eu desafio o herói de vocês para um combate comigo. Somente nós dois lutaremos hoje e pouparemos as vidas tanto de nossos homens, como a vida de todos vocês. Se eu vencer, vocês se renderão a nós e passarão a fazer parte de nosso exército e de nosso império. Mas se o herói de vocês vencer, todo o meu exército irá embora e lhes dou a minha palavra que eles os deixarão em paz para sempre. Somente um de nós sairá vivo desse combate. E se o herói de vocês tiver coragem, ele aceitará meu desafio. E se ele não aceitar, do que vale para vocês seguirem um herói covarde?”

    Nisso houve um grande silêncio entre todos. Parecia que as palavras de nosso bravo herói haviam transpassado o coração dos inimigos. Eles estavam pensativos. Afinal, era uma boa proposta. Nenhuma vida dos homens da aldeia seria perdida e nem das suas mulheres e crianças. E agora? Será que o herói deles aceitaria o desafio?

    De repente, um ruído cortou o silêncio. Era o ranger dos portões inimigos que se abria. E lá estava ele, vindo ao nosso encontro. O herói inimigo havia aceitado o desafio e estava vindo lutar contra o nosso herói. Mas espere! O que se vê ali? O herói inimigo não era herói e sim uma heroína! É isso mesmo! O nosso herói teria que lutar contra uma mulher. E que linda mulher! Sua beleza era tão grande quanto seu enorme martelo de guerra que segurava em sua mão direita. Na sua mão esquerda estava a bolsa do ladrão. Daí pensamos: Para que ela trouxe uma bolsa do ladrão para uma batalha? Bem, como diriam nossos antepassados: “Nunca tente entender as mulheres. É mais difícil do que vencer uma batalha!” Ela também estava vestida com a armadura, as botas e o elmo da regeneração. Acho que ela pensava que é o Wolverine, que vai se regenerar instantaneamente dos golpes que vai sofrer.

    Diferente dela, nosso herói vestia a armadura de bronze e assim teria o dano reduzido em 4 pontos de vida. Em sua mão direita estava o grande punhal do espadachim e em sua esquerda o escudo de madeira.
    Quando os dois se aproximaram, pararam por um instante e se observaram por um bom tempo. Acho que ela teve uma queda pelo nosso herói. Ele tem os olhos verdes. Seu rosto sempre com a barba bem feita e ele é o homem mais forte de todo o nosso exército. Mas ele também a achou muito bela.

    Então ele disse: __ “Vejo que a aldeia romana se esconde por trás de uma mulher. Em minha honra, eu não luto contra mulheres.”.
    E ela respondeu: __ “Se não lutar comigo já terá sido derrotado antes da batalha começar, e terá que cumprir sua palavra e ir embora.”.

    Diante daquelas palavras, nosso herói sentiu um arrepio. Que voz mais doce e suave tinha aquela heroína! Ele pensou que não conseguiria agredir uma mulher tão linda. Mas ele não teve escolha. Em um movimento tão rápido como um relâmpago, a heroína atacou com seu martelo de guerra. Foi por pura sorte que nosso herói conseguiu se esquivar. Instintivamente ele a atacou também com sua espada, mas a heroína rebateu o golpe com seu martelo. Foi um grande espanto quando todos virão que a arma de nosso herói se despedaçou diante da defesa da heroína. E agora? O que faria o nosso herói? __ “Calma", pensou ele. __ “Ainda tenho minha força e meu escudo.” A heroína se anima diante da aparente vantagem. Por isso parte para mais uma sessão de golpes contra nosso herói.

    Duas, três, quatro marteladas contra o escudo de nosso herói e de repente, como se fosse o som de nossos aríetes destroçando os portões inimigos, se ouve o escudo de nosso herói sendo feito em pedaços. Será que seria o fim de nosso herói? Ainda não, pois ele era o homem mais esperto de toda a região.

    Mas, em uma avaliação mais atenta, nosso herói percebe que a heroína já está no nível 12, e ele apenas no nível 9. Além disso, nosso herói sempre usou os pontos de evolução para a produção de recursos, enquanto a heroína usou seus pontos para a força de combate. Realmente só um milagre poderia fazer com que nosso herói vencesse aquela batalha.

    Foi então que a heroína disse: __ “Você está perdido! Se renda ou terei que matar você!” A preocupação toma conta de nosso exército. Será que nosso herói iria se render? Mas como eu já disse, nosso herói é esperto e com certeza vai ter alguma ideia.

    Foi então que nosso herói se lembra que tem uma grande arma secreta que poderá funcionar contra a heroína. Então, conseguindo ser mais rápido do que a heroína, ele corre até o seu cavalo. A heroína pensa que nosso herói está fugindo e por isso para de persegui-lo. Quando ele chega ao seu cavalo, ele abre uma pequena bolsa que tem presa na garupa do animal. Ele retira algo de dentro de uma pequena jaula que estava guardada lá, ainda resultado de uma recente visita a um oásis abandonado. E eis que sua arma secreta era: UM RATO!

    Sem que a heroína percebesse, nosso herói soltou o rato que foi correndo em direção da heroína. Para a surpresa de todos, que grande revelação! Aquela grande heroína, forte e habilidosa, era também frágil e sensível como toda mulher. Quando ela viu que o rato se aproximava, ela deu um grito tão alto que quase estoura os ouvidos de todos que observavam. Sem pensar, ela jogou seu martelo longe e simplesmente saiu correndo em direção a árvore mais próxima. Quando chegou à árvore, subiu o mais rápido que pôde, e imediatamente começou a gritar: __ “Socorro, socorro. Salvem-me desse mostro horripilante.” Foi aí que todo o nosso exército ficou admirado com o plano de nosso herói. A heroína foi traída pelos seus instintos femininos. Mas não percebeu que foi o nosso herói que havia soltado o rato.

    Então, ainda com a pequena jaula na mão, nosso herói se aproxima de onde estava a heroína, tendo o rato aos pés da árvore. Nosso herói pula em cima do rato, e novamente consegue o capturar. A heroína, ainda em choque de tanto medo do rato, desce da árvore e se joga aos braços de nosso herói, dizendo: __ “Você é o meu herói! Você me salvou dessa fera horrorosa. Serei eternamente grata a você. E como gratidão, te dou a minha aldeia e o meu coração.” Os dois então se beijaram. E com olhares apaixonados, chamam a todos para celebrarem aquela união que se iniciava.

    Todos aplaudiram o desfecho que toda a história teve. E assim, nosso herói se casou com a heroína e nosso império ganhou uma nova aldeia. Todos viveram felizes para sempre e nunca se esqueceram da seguinte estratégia militar: “Sempre que for lutar contra uma heroína, nunca se esqueça de levar um rato escondido.”.

    FIM!

Tópicos Similares

  1. Batalha
    Por TiuJhonny no fórum Arquivos do Jogo
    Respostas: 7
    Última Mensagem: 19-02-10, 13:39
  2. Batalha
    Por Nejigor no fórum Arquivos do Jogo
    Respostas: 19
    Última Mensagem: 23-11-08, 23:33
  3. [HISTÓRIA] Batalha por Icemark
    Por Edwin no fórum Sala de Jogos
    Respostas: 6
    Última Mensagem: 20-08-08, 14:34
  4. Cálculos de Batalha
    Por Diego Ganden no fórum Arquivos do Jogo
    Respostas: 8
    Última Mensagem: 04-04-08, 21:42

Regras para Posts

  • Você não pode postar novos tópicos
  • Você não pode postar respostas
  • Você não pode postar anexos
  • Você não pode editar seus posts
  •